Por que logística e e-commerce são conceitos mais unidos do que nunca

0
381
logistica-e-e-commerce-conceitos-mais-unidos-nunca

O avanço tecnológico dos últimos anos, as transformações do setor e as expectativas pré e pós-pandemia fizeram com que os setores de logística e e-commerce se tornassem mais do que complementares. Assim, para um e-commerce eficiente, é preciso uma operação logística factível e inovadora.

A opinião é de Ronaldo Fernandes da Silva, presidente da FM Logistic do Brasil. De acordo com artigo do especialista, as grandes empresas precisam ter esse contexto em mente. Afinal, existe a expectativa de que o comércio eletrônico fature R$ 106 bilhões neste ano, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico.

Atualmente, o setor logístico e os operadores logísticos já estão promovendo transformações. O objetivo é acompanhar o dinamismo do e-commerce e o implemento de soluções tecnológicas e inovadoras. Por consequência, tudo isso vai se intensificar ainda mais, segundo Fernando.

“Esse cenário se intensificou ainda mais e passou por uma rápida transformação digital reflexo da COVID-19, que acelerou negócios e fez com que empresas até então majoritariamente atuantes no B2B mudassem a estratégia comercial e se aproximassem rapidamente dos consumidores, passando a atuar no setor B2C”, afirmou.

As inovações para os setores de logística e e-commerce

O presidente da FM Logistic do Brasil aponta algumas soluções tecnológicas que podem contribuir para deixar o trabalho de empresas de logística e e-commerce mais eficiente. Isso é especialmente importante em datas sazonais (Natal, Dia das Mães, Dia das Crianças). “O desenvolvimento de plataformas híbridas para atender o comércio eletrônico tanto no B2B como no B2C é uma das inúmeras soluções desenvolvidas por empresas que atuam com armazenagem e supply chain”, afirma.

Outras tendências que auxiliam a criação de um processo logístico eficiente que dê sustentação ao e-commerce são tecnologias voltadas à digitalização. “A automação e a transformação digital são fatores primordiais para as empresas que atuam no segmento de logística. Os operadores têm buscado de forma incessante mais tecnologia e modernização para aumentar a produtividade. O avanço da digitalização das atividades e dos processos, investimentos na robotização e no gerenciamento da distribuição são primordiais para acompanhar o crescimento desse mercado”, complementou Fernando.

Os clientes estão cada vez mais exigentes e buscam agilidade nas entregas. Dessa maneira, é importante que os setores de logística e e-commerce atuem de forma coordenada. Em parceria, poderão lidar com uma tendência que será permanente.

“Após um período de invisibilidade, a logística tem se tornado um parceiro comercial importante, principalmente, para o e-commerce”, afirma o especialista. Portanto, “diante do novo comportamento de compra do consumidor, é inegável que o e-commerce veio para ficar. Todos os elos da cadeia logística precisam estar atentos em oferecer serviços cada vez mais customizados e estruturados para atender às necessidades desse segmento tão importante da economia”, conclui o artigo.

Facebook Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here